quinta-feira, 23 de setembro de 2010

MIL REAIS - UM MIL REAIS - HUM MIL REAIS

Por favor, respondam-me: o que há de errado em se dizer:

- Produção de mil toneladas de trigo... ?
- Consumo de mil e duzentos quilos de carne ?
- Comprei mil e seiscentas ações da Companhia ?
- Voltamos no ano de mil novecentos e noventa e cinco ?

Nada!!! Absolutamente nada...

Então,
por que é freqüente vermos escrita, principalmente em cheques, a expressão:

- Um mil reais ?

E, o que ainda é bem pior, às vezes deparamos com:

- Hum mil reais.

- Hum, com agá ?!?!?!

Isso não passa de um verdadeiro absurdo. Não há nada que justifique tal bobagem. Se é para que sejam evitadas falsificações (?) no cheque, por exemplo, que se usem quaisquer outros artifícios – traço, parênteses, um sinal qualquer – mas não essa barbaridade, esse atentado contra a Língua Portuguesa.

Não existe razão alguma para esse UM diante de mil (muito menos Hum).

O numeral é: MIL. Nunca: um mil. O nome do número é: MIL.

Devemos dizer:

MIL E UM motivos.
MIL E UMA utilidades.
MIL E UMA noites.
Eu o conheci no ano de MIL NOVECENTOS E OITENTA E OITO.

Portanto devemos usar:

MIL Reais.

E ponto.

Grande abraço a todo

5 comentários:

  1. Qual seria a forma correta para a escrita de R$ 1.234,92?

    ResponderExcluir
  2. Depois das explicações acima do profº Pedro Furasté, me poupe com essa pergunta, viu?

    ResponderExcluir
  3. olha que coisa, fui procurar sobre o famoso
    "hum mil" e me deparei com um Furasté. minha mãe conheceu os Furasté daqui de Porto Alegre através dos escoteiros. mas eu era muito pequeninha, não cheguei a ser amiga da família. :)
    obrigada pelo esclarecimento, um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Qual seria a forma correta para a escrita de R$ 1.234,92?

    ResponderExcluir
  5. e onde entra o hábito de colocar Um ou Hum para evitar fraude nos cheques?

    ResponderExcluir