segunda-feira, 3 de junho de 2013

MUDANÇA NA ABNT - NBR 6027 - SUMÁRIO


             18  SUMÁRIO [1]                                              

           A finalidade do Sumário é dar uma visão geral do Trabalho e facilitar a localização dos assuntos, apresentando das seções primárias até as quinárias. [2] O Sumário deve conter os indicativos numéricos de cada seção, alinhados à esquerda, com os títulos das seções alinhados pela margem do título do indicativo mais extenso e o algarismo relativo à paginação, separados por uma linha pontilhada, todos alinhados à esquerda. Outrossim, lembramos que a NBR6027/2012 recomenda, apenas, esse alinhamento, o que contraria a norma NBR14724/2011, no item Indicativos de seção, que orienta que o Indicativo Numérico de uma seção deve ser separado apenas por um espaço de seu título. Fica, portanto, a critério do autor do trabalho o que fazer, já que há choque nas determinações das normas.
            O Sumário deve ser o último elemento pré-textual. Se houver mais de um volume, deve-se colocar o Sumário de toda a obra em cada um dos seus volumes para que se possa ter uma visão completa de seu conteúdo.[3]
            Se um documento se apresentar em mais de um idioma para o mesmo texto, podem ser colocadas traduções dos títulos correspondentes logo após os títulos originais, separados pelo sinal de igualdade (=).
            Convém lembrar que, em inúmeros trabalhos, vê-se chamado de Índice aquilo que é Sumário e vice-versa. Só se pode chamar de Índice quando ultrapassar a indicação das seções para além das quinárias. O Índice é o detalhamento pormenorizado dos assuntos, nomes de pessoas, nomes geográficos, acontecimentos, datas e outros elementos que o autor deseja salientar, com a indicação de sua exata localização dentro do texto.  Como consequência disso, temos Índice de Assunto, Índice Cronológico, Índice Onomástico e outros. O Sumário é meramente informativo enquanto que o Índice é explicativo.
         Mas atenção: não se devem colocar os elementos pré-textuais no Sumário.[4] O Sumário, portanto, será iniciado com a Introdução.                                 
        
            Espacejamento no Sumário
            O espacejamento entre as linhas do Sumário deve ser simples. Porém, entre uma seção e outra, deixa-se uma linha em branco.        

             Destaque
            Deve haver um destaque entre os itens que se subordinam no Sumário. Os destaques a serem dados serão os mesmos dados no decorrer do corpo do trabalho,[5] ou sejam:
             a) seções primárias: letras maiúsculas e negrito;
             b) seções secundárias: letras maiúsculas;          
            c) seções terciárias: letras minúsculas e negrito;          
            d) seções quaternárias: letras minúsculas, sem qualquer destaque;
e) seções quinárias: letras minúsculas e itálico.
Assim:
           1             MAIÚSCULO  e  NEGRITO 
            1.1          SÓ MAIÚSCULO
            1.1.1       Minúsculo e negrito
            1.1.1.1    Minúsculo
            1.1.1.1.1 Minúsculo e itálico
           

             Algum tempo atrás, para salientar mais os itens do Sumário, era permitido utilizar a reentrada para abaixo da primeira letra da linha anterior, porém essa reentrada não é mais permitida pela ABNT. [6] Como foi dito, agora, os títulos das seções, podem ser alinhados pela margem do título do indicativo mais extenso.



[1]  NBR 6027:2012.
[2]  A NBR 6027:2003 determinava que se colocassem apenas até a seção terciária. Alterada em 11 de janeiro de 2013, passou a exigir que sejam indicadas todas as seções, ou seja, até a seção quinária.
[3]  NBR 14724:2005, item 4.1.15.
[4]  NBR 6027:2012, item 6.3.
[5]  A NBR 6027:2012, item 6.2 diz que a subordinação dos itens do sumário deve ser destacada com a mesma apresentação tipográfica utilizada nas seções do texto.
[6]  NBR 6027:2012, item 5.1 e NBR 6024:2003, item 3.2.